26 novembro 2015

Meus princípios básicos

Sempre fui o tipo de pessoa que reflete muito sobre o mundo. Mas também olho muito pra mim mesma. Há coisas que vejo acontecer que acho totalmente incorretas, nesses casos toca um alerta dentro de mim para olhar se eu não contribuo para aquilo, se não faço o mesmo. Para estar em paz comigo mesma preciso respeitar meus princípios. 


"Princípio pode ser entendido como aquilo que vem antes, começo, nascedouro. Por outro lado, pode ser entendido como os valores mais caros e inarredáveis de determinada pessoa. (Dicionário informal)"


Eu tenho alguns princípios básicos. Acima de tudo é não fazer com os outros o que não gostaria que fizessem comigo. Eu nunca ajo com as pessoas de formas que eu reprovaria se fizessem comigo. Porque se eu entendo que aquilo é prejudicial, não importa se não sou eu quem está sofrendo. 

Outros valores que prezo muito são honestidade, humildade e bondade. E eles estão ligados a uma coisa que recentemente venho pensando muito. Que é ser bom para o próximo sem interesse pessoal. E quando digo isso não é o mesmo que dizer "sou bom com as pessoas, sem esperar que elas me entreguem objetivamente algo em troca". É mais do que isso. Estou pontuando que, pra mim, é necessário um outro nível de fazer o bem, de uma forma que não tenha a ver com enobrecer minha imagem perante os outros. Minha preocupação é meu interior.
 
Não quero me afirmar para os outros como uma boa pessoa, não desejo que me conheçam assim, que voltem seus olhares para mim e me aplaudam exclamando "que boa menina". Eu quero enobrecer meu espírito e não o que as pessoas pensam de mim. 

Ah, não estou aqui para definir o que vocês devem fazer com a vida de vocês. Ser humano tem uma mania de sempre perguntar por si. Escrevo um texto falando de mim e perguntam "você acha que EU...". Não, não. Este é meu momento, uma decisão pessoal, uma nova escolha de vida, minha atual necessidade. Escrevo esse texto para ser minha recordação, dos dias que comecei a evoluir.

Para o meu eu do futuro. Que você tenha tido sucesso.
Leia mais sobre:

6 comentários:

  1. Partilhamos dos mesmos principios básicos acrescentando apenas que resolvi não entrar em competições desnecessárias, aquelas coisas de quem e melhor !!! Parabéns que seu eu do futuro seja ainda mais valoroso que hoje!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joyce! Muito obrigada! ❤
      Essas competições não fazem mesmo sentido.
      Beiiijos

      Excluir
  2. Amei seu texto, Mandy, penso como você!

    ResponderExcluir
  3. Queridaaaa, que maturidade. Será que o seu "eu" de hoje ainda é motivado assim? Escreve maaaaais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Evelyn! Esse texto é relativamente recente :)
      Obrigada :3

      Excluir

 


Mandy Francesa
Direitos reservados 2014/2015 ©
Desenvolvido por Laíza Cabral
Ilustração por Carla Nascimento